05 junho 2018

O DISCURSO QUE ANUNCIA O PLANO MARSHALL

5 de Junho de 1947. Na Universidade de Harvard, por ocasião da atribuição de um doutoramento honoris causa que aquela Universidade lhe concedera, o general George Marshall, que era então o secretário de Estado da Administração Truman, pronuncia um discurso em que anuncia os contornos de um grande plano de auxílio à reconstrução europeia, cujas economias haviam sido (e continuavam a ser) fortemente afectadas pela Segunda Guerra Mundial. É um daqueles textos que ficaram para a História, mas pelo seu conteúdo e não por causa dos dotes do orador. A importância daquele que veio a ser designado por Plano Marshall é inquestionável para a História da segunda metade do século XX. Ainda em Fevereiro deste ano foi lançado mais este livro a seu respeito. No domínio do pormenor ligeiro a respeito da concepção do plano, pelo livro fiquei a saber que o Plano recebeu o nome do secretário de Estado e não o do presidente (Plano Truman), porque este apostou que, com o nome de Marshall, o plano teria muito mais hipóteses de ser aprovado pelos votos favoráveis dos congressistas republicanos. A história pode ser apócrifa, mas é pitoresca, e, para quem lê o livro, como acabou de me acontecer, é apenas mais um dos aspectos que acentua dramaticamente a distância que vai da actual governance americana para a que existia há setenta e um anos...

Sem comentários:

Enviar um comentário