26 agosto 2012

BOA SORTE MR. GORSKY!


Para evocar a recente morte de Neil Armstrong, vale a pena contar uma história apócrifa a seu respeito segundo a qual, durante a missão Apollo XI e já depois de ter chegado à Lua, Armstrong teria proferido uma críptica mensagem com um destinatário desconhecido: – Boa Sorte, Mr. Gorsky! Não era incomum que os astronautas enviassem mensagens pessoais durante as missões: o próprio Armstrong – que fora escoteiro – enviou uma ao jamboree dos escoteiros do Idaho. Seguindo a hipotética explicação posterior o que estaria por detrás destes votos endereçados a um tal Gorsky remeteria também para a sua infância mas para o seu Ohio natal.
 Fora ali que ele certa vez ouvira por acaso, no meio da discussão de um casal vizinho, o desabafo de Mrs. Gorsky: – Sexo oral? Só mesmo quando o miúdo do lado andar na Lua… Pela ordem natural da vida, se ainda vivessem e estivessem juntos, quando da Apollo XI os Gorsky já seriam septuagenários… Mais a sério, se não tiver sido totalmente inventada, o mais provável é que esta história terá sido reconstruída por alguém que ouviu em miúdo uma rejeição assim e que depois se imaginou no lugar de Armstrong quando da Apollo XI. Muitos se imaginaram no lugar de Armstrong. Mesmo sem brejeirices, ele fez sonhar toda uma geração…

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.