23 outubro 2009

A MAESTRIA DOS OCTOGENÁRIOS

Sendo eu um fã confesso de Astérix, pode ser que parecesse mal se deixasse passar em claro a edição do álbum comemorativo dos 50 anos (acima) que foi hoje editado à escala mundial. Mas se o faço, é apenas para assinalar a efeméride porque o meu interesse por este novo volume – como aconteceu de resto com o que o precedeu – é nulo. Já nem é apenas o facto de quem dava a alma (Goscinny) a Astérix, Obélix e aos restantes habitantes da aldeia ter morrido há quase 32 anos, trata-se já do outro facto de quem lhes deu a aparência (Uderzo) contar actualmente 82 de idade…
Quem quiser acreditar que a contribuição de Uderzo para o desenho do álbum agora editado (acima) terá ultrapassado o simbólico, esteja à vontade… Afinal, parece que entre nós também se aceita pacificamente que um outro autor, esse literário e a caminho dos 87 anos, continue a escrever obras de vulto… Por mim, creio que a natureza tem as suas leis implacáveis a que as leis dos negócios só aparentemente é que se conseguem evadir. Ironicamente, um excelente comentário à esta mestria dos octogenários pode ir buscar-se a um outro álbum de Astérix – mas dos antigos

4 comentários: