04 setembro 2016

OS TRUQUES DOS TRUQUES DA IMPRENSA PORTUGUESA

O chato é que aquilo que acima aparece escrito na página do facebook de Os truques da imprensa portuguesa é por sua vez um truque. O The Wall Street Journal tem, de facto, três edições distintas (uma doméstica, outra para a Europa e ainda outra para a Ásia), mas o cabeçalho de cada uma das edições permite distingui-las facilmente (abaixo). As edições que acima aparecem são idênticas e da edição norte-americana, o que desmente a conclusão de que o jornal «afina a versão conforme o público-alvo». Poderá ser que o jornal até o faça, mas não é isso que se pode concluir do exemplo que aqui é mostrado, pois as duas edições mostradas, mesmo considerando a mudança do cabeçalho respeitante à visita de Trump ao México, destinam-se afinal ao mesmo «público-alvo».
Quanto à questão da responsabilidade da galga, subtil e preventivamente remetida na última linha para um @bradleyguidry, a publicação acima feita pelos autores dos truques data do final de dia 3 de Setembro de 2016 e é possível constatar que desde o dia anterior havia já na internet quem explicasse o que se passou, desmontando a insinuação. Houve de facto uma mudança de um cabeçalho a favor de Trump, essas mudanças são muito comuns ocorrer, e sobretudo o público-alvo era o mesmo. Eu bem sei que Trump é impopular mas teria convido que os autores dos truques tivessem feito melhor e visto isso a tempo, nem que fosse para preservação da própria reputação, não caiam eles na armadilha de serem responsáveis por truques ao mesmo tempo que os denunciam...

Sem comentários:

Enviar um comentário