19 novembro 2017

FUGIU-LHES A BOCA PARA A VERDADE?...

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, viu-se obrigado a pedir desculpas formais à Turquia por causa de um incidente ocorrido durante exercícios militares que estavam a decorrer na Noruega. Nesses exercícios, as imagens do líder fundador da Turquia, Mustafa Kemal Ataturk, e do seu actual presidente, Recep Tayyip Erdoğan, constaram de uma apresentação como representando o inimigo. Em protesto, a Turquia decidiu retirar os seus 40 soldados que estavam a participar dos treinos no centro de guerra conjunta que a NATO possui em Stavanger. Foi dada a explicação que o responsável directo pelo lapso fora um civil norueguês subcontratado localmente e não qualquer funcionário da NATO. (Alguém que, por só ver televisão, não saberá que a Turquia ainda devia ser teoricamente dos bons...) E o secretário-geral da NATO (também norueguês) emitiu uma declaração pedindo desculpas pela ofensa causada, esclarecendo que o incidente foi o resultado de uma lapso individual e que não reflete os pontos de vista daquela Aliança Militar. Mas os militares turcos não terão regressado aos exercícios, com o presidente turco a comentar que um tal comportamento não podia ser facilmente perdoado. Não deixa de ser irónico ouvir essa opinião a alguém que, quanto a inimigos, ainda há três meses e a propósito da política interna alemã, qualificava Angela Merkel como sendo uma inimiga da Turquia.

Sem comentários:

Publicar um comentário