06 novembro 2017

A PRISÃO DE JOHAN SEBASTIAN BACH

Há precisamente 300 anos, o músico Johann Sebastian Bach (1685-1750) era preso. O que terá feito aquele compositor aos 32 anos, casado e pai de filhos, para lhe ter acontecido isso? Vale a pena contar a história que ali o conduziu. Em finais de 1716, o director musical da corte ducal de Weimar, (onde Bach trabalhava) morreu e foi sucedido no cargo pelo filho, que Bach considerava um incompetente e que o ultrapassara injustamente. Ao longo do ano seguinte o compositor procurou uma nova colocação e, no Verão, encontrou-a, como director musical na corte vizinha do príncipe Leopoldo de Anhalt-Köthen. O duque Guilherme Ernesto de Saxe-Weimar, despeitado pelos pedidos de demissão de Bach a que se recusava a dar provimento, acabou por o prender a 6 de Novembro de 1717, num gesto de prepotência gratuita que só terminou quando libertou o compositor quase um mês depois (2 de Dezembro), por intercessão de Leopoldo (que também era cunhado de Guilherme Ernesto). Comparando com este despotismo, as prisões dos membros do governo da Catalunha só podem ser justificadíssimas...

Sem comentários:

Enviar um comentário