21 maio 2015

A «PIETÀ» DE MICHELANGELO

Foi há precisamente 43 anos que, bem antes de ter tido oportunidade de descobrir que havia uma estátua muito elegante de Michelangelo designada por Pietà, descobri que ela existia porque um australiano de ascendência húngara de 33 anos (a quem depois se atribuiu fortes distúrbios mentais), se notabilizou por a martelar na basílica de São Pedro em Roma enquanto clamava ser Cristo.
Como é costume nestas circunstâncias, a belíssima peça deve ter sido mais fotografada amputada e desfigurada nos dias imediatamente seguintes do que o havia sido em todas as décadas anteriores em que lá permanecera - inteira. A peça foi cuidadosamente restaurada; o pretenso Cristo foi internado durante dois anos em Itália e depois deportado para a Austrália, onde veio a falecer em 2012.
Existir uma belíssima peça de escultura não é notícia; martelá-la sim. Mas, quando existe vontade, tudo pode ser pretexto para aprender.

Sem comentários:

Enviar um comentário