06 novembro 2013

COM A VERDADE NOS SURPREENDES

Assunção Cristas, que outro dia se distinguiu por deixar cães e gatos à solta no seu ministério, esteve hoje bem, ao desarmar-nos, à oposição e à opinião pública, com a verdade: a execução orçamental da cobrança da taxa da segurança alimentar é um grande fiasco. As grandes sociedades de distribuição estão a concretizar desde o princípio do ano aquilo que também nos apetece fazer às notas de cobrança do IMI: não pagam! Em consequência, a dois meses do fim do ano, a ministra veio confessar que a percentagem de realização das receitas com a supradita taxa ronda os 18%. O elogio não pode ser por ela ter sido a responsável por um grande feito mas é um elogio de carácter e merecido: ao menos Assunção Cristas não tentou insultar-nos a inteligência dizendo-nos que os desvios estão razoavelmente em linha com o esperado…

2 comentários:

  1. Coisa rara, de facto, nos dias que correm.

    ResponderEliminar
  2. Tão rara que se pode tornar num activo político de tão inesperada.

    ResponderEliminar