03 janeiro 2014

MARTHA & THE VANDELLAS & THE FORD MUSTANG


Filmado em 1965, este proto vídeo clip com Martha & The Vandellas vai a caminho de celebrar os 50 anos enquanto nos mostra uma América que hoje não passa de uma memória longínqua. A América que se envolvia progressivamente mais no problema vietnamita. A América que se ufanava da sua mobilidade e da sua motorização – a música intitula-se Nowhere to Run – e onde, por isso, se escolhia para cenário da música a fábrica de Dearborn da Ford, a linha de montagem dos Ford Mustang que se vieram a tornar noutro símbolo daquela geração, antes de a América ter de se preocupar com o preço do barril de petróleo (1973). Ainda agora, as referências nostálgicas àquele mítico automóvel esquecem-se de referir na ficha técnica (por mais vezes mais do que seria admissível...) os indicadores de consumo: de 12,5 a 20 litros aos 100 km, conforme a cilindrada do motor…  

2 comentários:

  1. Tive um amigo, já falecido, que passou anos a restaurar, com peças de origem importadas dos EUA, um "Jeep" dos anos 40.
    Depois de muito trabalho foi dar uma volta e, entre estrada e "todo o terreno", o "brinquedo" consumiu 25 litros aos 100 Km.
    Estava à venda no dia seguinte ao passeio.

    ResponderEliminar
  2. A ideia original do "elefante branco", tal qual era praticada no reino do Sião era mesmo essa.

    O elefante branco não custava nada ao seu infeliz proprietário: era mesmo uma oferta do rei ao súbdito que ele pretendia arruinar. O que arruinava o desgraçado era sustentar o elefante...

    ResponderEliminar